MATÉRIAS
 


FIQUE POR DENTRO

Cadastre-se para
receber nossa News Letter
informativa, sobre novidades
e promoções.

 
Nome:
E-mail:

BEM–ESTAR X PRODUÇÃO = PRODUTIVIDADE = SUCESSO

Numa visão atual de lucro, o funcionário é “um ser humano” , o local de trabalho é “um ambiente”, os relacionamentos são “integração” e preço, é “valor”.

O sucesso ou lucro de uma empresa só se estabiliza ou, só se domina, quando você sabe como motivar a produtividade.

A produtividade ou média de produção, é resultado do trabalho humano (não necessariamente manual...).

O ser humano que produz bem é aquele que é bem estimulado de várias formas: remuneração, atenção da empresa e bem-estar.

Remuneração boa e atenção à saúde, por exemplo, não suprem um ambiente de trabalho limpo, organizado, alegre, estimulante e ambientalmente responsável.

Você houve “Deus me livre, eu só trabalho lá por que o salário compensa e tem assistência médica, mas é uma imundície, um abandono total, o dono não tá nem aí pra empresa, só quer ver o lucro! Então que se dane!”

Mas, esse “dono da empresa” não imagina o quanto sua produtividade, a qualidade do seu produto e o seu atendimento melhorariam, aumentariam e, conseqüentemente seu lucro também com uma simples melhora na ambientação.

Quando não há amor ao ambiente, a desmotivação provoca erros, descasos, desperdícios, acidentes de trabalho, conflitos internos, ou seja, uma rentabilidade muito menor do que a que se poderia obter.

No processo de busca pela “excelência”, a qual poucas empresas, ainda hoje, estão capacitadas, o sucesso começa na qualidade da matéria-prima e termina no “volte sempre”!

E onde a cor entra nisso? (Eis a questão...)

No Ser humano = Estimulação emocional e psicológica

No Ambiente = Funcionalidade, harmonia estética, conforto

Na Interação = Estimulação da alegria e controle do comportamento

No Valor = Acabamento do produto, coerência com a qualidade, embalagem, uniforme etc.

No Sucesso = Na logomarca, como a bandeira da vitória cravada na memória!

Em nenhum desses itens a cor poderá ser usada sem coerência. O uso da cor precisa ser direcionado, objetivado.

Esta é a utilização inteligente das cores.

E a estética, é o resultado agradável dessa estratégia.

Porque, “mais importante do que usar belas cores é usá-las bem!”

Bete Branco.